Blog Geração Tecnológica

Um conhecimento só é válido quando compartilhado.

Os primeiros anos: fase de aprendizagem e de sobrevivência

Dois anos para uma empresa não é muito tempo, mas é uma grande fase de aprendizagem e de sobrevivência. É neste período que as ideias começam a se moldar realmente e o seu negócio é colocado à prova pelo mercado.

No início de toda ideia a euforia é evidente em todos os empreendedores, a confiança em seu novo empreendimento o motiva para amadurecer o negócio, mas é importante ter a consciência de quando um projeto não está dando certo é a hora de partir para um plano B sem perder o "timing" de testes, que são estes primeiros meses da empresa.

Ao tirar o seu negócio do papel é fundamental começar bem estruturado e com estratégias para o lançamento, contar com a sorte ou com a qualidade do seu produto e serviço somente não adianta e provavelmente você não alcançará os resultados pretendidos e o primeiro fracasso poderá vir logo de cara.

Nos primeiros dois anos começamos com muito entusiasmo e já pegamos alguns trabalhos que teve uma execução regular comparado com o que fazemos hoje em dia com tudo organizado e grande eficiência, consequência disso foi a falta de processos e de experiência no mercado, mas não experiência técnica, porque isso nós tínhamos, me refiro a prática de gestão, processos, projetos e relacionamento com o cliente.

Quando uma empresa está funcionando você percebe que pesquisa de mercado é algo que deve ser feito diariamente e processos devem ser sempre otimizados e revisados.

O seu cliente é o seu equilíbrio, tente tirar o máximo de informações dele sobre os seus serviços e procedimentos, pesquisas de satisfação, feedbacks, relatórios, absorva tudo que eles dizem e analise, por mais absurdo que possa parecer a reclamação.

Algo muito importante é definir qual o objetivo do seu negócio e deixar isso bem claro em suas metas. Fazendo isso ao fechar serviços com descontos inviáveis ou parcerias sem retorno para o seu fim é mais fácil saber o que deve ou não ser acordado.

Portanto, a forma de precificar, vender, relacionar, executar, depois de dois anos muda, há um desenvolvimento que quando bem feito é percebido por todos e se esses meses forem executados com determinação, estudo e ação, a partir dai a expansão virá, mas sempre com muitos problemas, sempre terá gargalos para resolver, independente dos anos de vida da empresa.

Augusto César Mau Vieira

Fundador e sócio-diretor da Geração Tecnológica - GT, Analista de Sistemas há 5 anos com ênfase em desenvolvimento de sistemas para web. Pós-Graduado em Administração de Banco de Dados e Formado no Curso de Sistemas para Internet na Univiçosa/Esuv. Atua na parte financeira, estratégica, administrativa e para o público final atua na criação de sites, estratégias de marketing e ações pontuais, além do atendimento ao cliente.

LinkedIn

Site Pessoal

Quer ter o seu artigo publicado no nosso blog?

Envie o seu artigo para avaliarmos no nosso e-mail: contato@geracaotecnologica.com